6.5.04
Esquerdas, direitas e religi�
Do Timshel, sobre esquerdas, direitas e religi�o:

"Julgo que (felizmente) o que distingue a esquerda da direita � a esquerda ser necessariamente religiosa. A op��o de lutar ao lado dos fracos contra os fortes � uma op��o religiosa n�o sustent�vel por qualquer vis�o "cient�fica" do mundo.

Mas, se calhar a direita tamb�m � religiosa. Tem a f� de que os fracos n�o s�o precisos para nada. E tem f� em teorias "cient�ficas" que legitimam essa f�."


Pode-se estar na pol�tica de duas formas: aceitando o que existe e querendo aplicar um bocadinho de cosm�tica aqui e ali para melhorar o sistema, ou aceitando que o que existe n�o � o melhor e necessita sempre de ser repensado. � a diferen�a entre encarar a pol�tica como a arte do poss�vel ou como a arte de tornar poss�vel o que n�o o �. Quem � o pol�tico que se atreve a gritar, como Lula o fez, que quer erradicar fome? Ou pelas nossas terras, quem se atreve a tra�ar como objectivo o desemprego zero? Quem � que ouve os apelos do Papa para a constru��o de uma globaliza��o solid�ria? � a diferen�a entre aceitar a inevitabilidade da falta de liberdade de alguns e n�o a aceitar. Como disse a In�s a nossa liberdade s� pode ser conseguida com a liberdade dos outros. Mas ainda h� quem pense que a minha liberdade acaba onde a dos outros come�a -- e cada um que se amanhe. Entre as nossas hostes, h� gente � esquerda e � direita a pensar das duas formas. E infelizmente tamb�m existe, � esquerda e � direita, quem fa�a da pol�tica apenas uma gest�o habilidosa de sensibilidades, compadrios, fait-divers e exibi��es.



HaloScan.com