23.3.06
Reclamação
- Boa tarde, vim pagar os 0,95 euros que a sua colega não me cobrou.
- Ah! (percebi que sabia a minha história) Ainda bem que veio por não se escapava de lhe desactivarmos o cartão!! Aqui está a sua factura, prova que pagou 5,95 euros.
- Sim.
- Então boa tarde.
- Obrigada, mas quero o livro de reclamações.
- Quer o livro de reclamações??? (pareceu levar um choque e esbugalhou os olhos)
- Sim, quero.
Deu-me nervoso o livro. E atendeu o outro cliente. Eu fui (d)escrevendo um rol de maus serviços num só dia. E então ele veio ter comigo, a forçar a simpatia mas sempre recriminador. Queria saber se era por causa de me terem obrigado a voltar à loja por causa de 0,95 que erradamente não me cobraram. E eu expliquei-lhe tudo, desde o início, com toda a calma. E ele sempre a defender-se.
O José Pedro Gomes também fala disto no seu novo espectáculo, esta história do reclamar em Portugal ainda é visto como uma afronta, um cliente parvalhão que vem aqui por em causa o nosso trabalho. Ficam a tremer, começam a engraxar, chamam toda a gente, um grande alarido de que se falará nos próximos dias. (vejam lá que tinha ar de santa, a sacana!)
Expliquei-lhe que não ia por nomes nem exigir nada, eu só acho que foi um péssimo serviço distribuído por três lojas e que é bom que melhore… é esse o objectivo da reclamação, fazer com que se melhore.



HaloScan.com