22.5.07
comunicar
Impaciência. Aquele alfabeto impresso em quadrados que te fugia da ponta dos dedos.
Cada palavra soletrada com um esforço grande e impaciência por comunicar.
Querer manter uma conversa assim, na ponta dos dedos.
"A" "M" "A" "N" "H" "A" "_" "Q" "U" "E" "R" "O" "_"
Impaciência.
"F" "A" "L" "A" "R" "_" "C" "O" "M" "_" "O" "_" "M" "É" "D" "I" "C" "O"
Fazeres-te compreender. Lutar, lutar. Já não tens dores. Lutar, lutar.
Reaprender os movimentos dos músculos mais pequenos. Fazer caretas.
Queres falar com o médico para ele te restituir a fala rapidamente. Impaciência.
No final, um sorriso esbugalhadado para mostrar que já és capaz de o fazer.
Estamos aqui ao teu lado José, tão impacientes como tu para ouvir uma gargalhada e dizer duas asneiras.

1.5.07
crescer
Os aniversários são ocasiões boas para nos perguntarmos como temos crescido. Aprendemos mais alguma coisa com um ano que passou? Tornámo-nos mais felizes? Diz-se que a partir de certa idade se deixa de contar os anos. Faz-me um pouco de confusão. É como se parássemos de crescer. Como se deixássemos de evoluir. Chateiam-me as conversas repetitivas ano após ano. Aborrece-me ver a discutir aquela gente que sabe que no final da conversa as opiniões ficam todas na mesma. Conversa após conversa, ano após ano. Como se tivessemos parado de crescer, como se tivessemos desistido de aprender alguma coisa com o tempo e as pessoas que passam por nós. Felizmente, para nos desenganar, o tempo envelhece-nos, quer queiramos quer não. Gosto disso. Gosto das rugas da minha avó, das marcas que o tempo foi deixando no seu corpo. Serve pelo menos para nos lembrar que não parámos e que tivémos mais um ano para crescer. E se não crescemos a responsabilidade é só nossa.



HaloScan.com