18.6.08
fomos embora


deixámos o mar.

bons futuros,
Leonor, Pedro, Rosa, Zé, Zé



(foto: Shark)



















































































-

12.6.08
-
uma_imagem_gira

And now the is near and so I see the final count down!

FOI BONITA A FESTA PÁ! Deixamos de futurar e passo a www.mocamfe.org e comentar n é cuscar e tem dado bastante jeito.

bye, see you, tschusss, ciao, arriverdeci, adeus

10.6.08
a AVÓ JOAQUIM
JOSÉ (gosto do teu nome),

já mandei um mail mas FICA connosco tás aperdoado, já tirei o post chato.
Eu n vou escrever assim tanto como isso porque quem conhece o MOCAMFE sabe que outros valores se levantam.

Prezados sócios é com enorme gosto e gozo que assumimos este cargo, também éramos lista única, em quem poderiam votar?, numa megaLISTA...

A CERCIOTP MEEN MARTINS é mais recente do que o cmr - alcoitão não é? então passo a ter uma sonda mais moderna em que insiro os nome e deparo-me com um eu (josé) tenho mais saudades do que tu (nome).

Veio a censura baixa envolta em trapos 'pôe o nome de quem te mandou o maaaaaaaaaaaaaaail',et voilá: inês patrício, já lhe admiti o orgulho... vi no outro dia um vídeo que fiz sobre a família joaquim e que saudades da minha avó, grande mulher!

um bom passado e até outro futuro

Termino aqui mesmo a minha participação no EnchamosTudoDeFuturos. Sem análises de circunstância, sem desculpas, sem motivos, atenuantes ou justificações. Foi um bom futuro, este que escrevemos aqui durante mais de quatro anos. Ora digam lá se não têm boa forma estes passados? Até outro futuro.

8.6.08
foot-ball ou soccer
uma_imagem_gira

Estamos todos velhos, o que seria um 4-4-2 português antigamente gk - baía, de - paulo torres/dimas ou..., dcs - couto, j. costa, ou hélder ou..., dd - nélson, joão pinto(FCP)trinco-oceano.p.sousa ou., mc - rui costa sem ou, md - figo ou e muito ou paneira, me - futre, apoio ao ponta de lança - joão pinto (6-3 hihahehuho), ponta-lança - paulo alves ou domingos ou...

Anousha Shankar no CCB
No passado dia 2 fui ver um concerto do Anoushka Shankar Project no CCB. Para quem desconhece (como eu até há pouco), sugiro dois links no fundo deste post. O concerto foi uma brilhante mistura de sons tradicionais indianos com ritmos jazzy embriagantes. A Sitar de Anouska é um instrumento magicamente versátil, tocando calmamente suaves trechos que quase nos convidam à meditação ou acompanhando os batuques alucinantes das tablas de Tanmoy Bose. Lembro um diálogo brilhante entre as mãos deste percussionista, que parecem estar em vários sítios ao mesmo tempo, a flauta de Ravichandra Kulur que consegue soprar percussão e a Sitar de Anoushka. Lembro os acompanhamentos de piano, violoncelo e tampura, uma mistura agradável de tradição indiana e jazz, com swing, muito muito swing.

uma_imagem_gira

«Do pai, Ravi Shankar, Anoushka não herdou apenas o nome, mas também o talento, a sensibilidade e o profundo respeito pelas tradições da música indiana. Aprendeu com ele, desde muito cedo, a arte e a técnica do sitar, começando por tocar num instrumento de pequenas dimensões especialmente construído para ela. Com apenas 13 anos deu o primeiro concerto em Nova Delí e desde então a sua carreira não parou de crescer, não apenas como sitarista, mas também como pianista clássica ou directora musical. Aos 27 anos, Anoushka Shankar traz ao Grande Auditório do CCB o seu mais recente e aclamado trabalho “Breathing Under Water”, no qual continua a combinar da melhor forma o sitar e as tradicionais formas melódicas da raga indiana com novas expressões e com instrumentos ocidentais.» (página do CCB)

ANOUSHKA SHANKAR sitar
TANMOY BOSE tablas
RAVICHANDRA KULUR flauta
LEO DOMBECKI piano
BARRY PHILLIPS violoncelo
NICK ABLE tampura

Sugestões:
- actuação no Concert for George, Royal Albert Hall, Londres 29 Novembro 2002
- concerto de Ravi Shankar, Anoushka Shankar e Tanmoy Bose, Santa Cruz 2007

6.6.08
e mais...?
uma_imagem_gira
Procurem no www.google.com por imagens e amor e vejam a foleirice que encontram.
Desde ursinhos a rosas, a...

querido Zé,

Muitas pessoas me têm-me perguntado: "não te faz impressão o zé escrever sobre as namoradas dele no blog, onde todos lêem?"
Perguntam-me porque estou incluída nesse rol que tu próprio dizes que é bem grande (com orgulho, que eu sei).
Eu digo sempre qualquer coisa vaga, como... "eu sei que ele tem coisas bem mais interessantes sobre o que escrever, por isso ligo mais ao resto do que a isso". Digo qualquer coisa assim...

Ela acha que é uma treta mas eu acho que não a mereço. orgulho???

Eu tenho escrito sobre namoros, onde!? A INÊS sabe que foi muito IMPORTANTE em quem sou, não!?

A palavra amor (do latim amor) presta-se a múltiplos significados na língua portuguesa. Pode significar afeição, compaixão, misericórdia, ou ainda, inclinação, atração, apetite, paixão, querer bem, satisfação, conquista, desejo, libido, etc. O conceito mais popular de amor envolve, de modo geral, a formação de um vínculo emocional com alguém, ou com algum objeto que seja capaz de receber este comportamento amoroso e alimentar as estimulações sensoriais e psicológicas necessárias para a sua manutenção e motivação.

Quanto às pessoas que têm dito isso ou não me conhecem ou acham que zé maria (eu porque há outros estúpidos...) é sinónimo de estupidez e falta de respeito.

Elogiando o ser-se português, zeca afonso (q conheci quando era puto), sérgio godinho, jorge palma, fausto e... são excelentes escritores de música

Há por aí um blog http://wwwpodealguemserquemnaoe.blogspot.com/ de uma tal Clarabela que importa ler, parece que o gosto e jeito (pelo menos dizem...) foi herdado, e não ela não é da direcção da APD, nem todos podem ser inteligentes.

Tá cá uma miúda tão BELA que deve sair ao tio.

1.6.08
dado n é roubado; re à pergunta qual é diferença entre eu e um deficiente.
Qual a diferença entre ti e um deficiente? Bem, tu neste momento estás deficiente, neste momento não há diferença, mas no futuro haverá uma diferença abissal: é que tu vais recuperar (não tens nenhuma lesão na medula, nem outra que diga o contrário) e vais recuperar os movimentos e a fala, enquanto um deficiente fica deficiente para toda a vida. (...) Porque ter uma deficiência faz muita confusão às pessoas. E talvez tu já tenhas sentido isso, nesse teu estágio de vida.
Beijinhos.
Clara Belo da direcção (?) da associação portuguesa de deficientes, mana mia!

Não é um erro mas não deixa d ser estranho um boémio como eu e o skhuravy (rep. checa né?) engasgar-se tanto com vinho.



HaloScan.com